Translate

sábado, 27 de dezembro de 2014

Bolivia espera Papa Francisco de braços abertos


O Papa Francisco manifestou o interesse em visitar a Bolivia em 2015 e Evo Morales o desejo de receber, no seu país o Sumo Pontifice. Deste modo tudo se prepara para que o mais alto dignatário do Vaticano e o Presidente da Bolivia, concretizem estas suas aspirações, no ano que está para chegar...
Presidente Morales e Papa Francisco ambos desejam encontrar-se na Bolivia 
A Conferencia Episcopal Boliviana (CEB) começou mesmo a trabalhar já uma série de temas sociais, que serão previamente apresentados e debatidos entre os responsávbeis dos dois estados, de modo a delinear todos os contornos da visita do Papa Francisco a este pais da America Latina, onde sublinhe-se verdadeiro "motor" da vida quotidiana têm sido a luta contra a pobreza e o desenvolvimento económico da Bolivia.
A mais que provável visita do mais alto responsável do Vaticano à Bolivia, em 2015, foi recorde-se, tema de conversa entre o Presidente Morales e o Papa Francisco, durante um jantar na residência papal, no Vaticano e no sequência do "Encontro Mundial de Movimentos Populares" que teve lugar em outubro passado.  
 
«É preciso estarmos preparados e à altura de receber, na "nossa casa" o mais alto responsável da Igreja católica" manifestou o Presidente da Bolivia, Evo Morales, durante uma reunião com os responsáveis da Igreja, realizada recentememnte no Palácio do Governo, na cidade de La Paz. 
«Foi uma interessante reunião, onde partilhamos temas importantes do país e o meu pedido, com muito respeito à Conferência Episcopal Boliviana, é que os especialistas religiosos façam uma proposta concreta, para a vinda do Papa Francisco à Bolivia» vincou Morales no final desta sessão de trabalho.
Oscar Aparicio, presidente da Conferência Episcopal Boliviana, agradeceu o convite de Evo Morales e expressou também a sua alegria perante a forte possibilidade de ter o Sumo Pontifice em 2015 na Bolivia. "O Papa quer muito à Bolivia, já o manifestou aliás várias vezes, conhece o país e por isso será um prazer coordenar-mos todo este trabalho que temos em mãos" adiantou.