Translate

terça-feira, 17 de março de 2015

Mundo condena Estados Unidos e apoia Venezuela

Unânime e mundialmente repudiada a ingerência dos Estados Unidos na Venezuela, oganizações diversas, Estados , Governos e Paises, movimentos de cidadãos, partidos politicos e comunidade internacional manifestam Solidariedade e Apoio à Venezuela, ao ponto de agendarem acções de rua e outras um pouco por todo o lado. A 19 de abril será realizada uma Jornada Mundial de Apoio à Venezuela que é também pela Paz e Soberania de toda a America Latina.
 
A ameaça do governo dos Estados Unidos de América é uma ameaça contra todos os  povos latinoamericanos e caribenhos e põe em estado de alerta máxima, toda a Patria Grande Latinoamericana, afirmou em comunicado o  Grupo de Trabajo del Foro de Sao Paulo, reunido recentemente na capital mexicana.

«Declaramos que se existe uma ameaça à Segurança nacional e à Soberania da América Latina e Caribe e de todos os povos do Mundo, é  a agressão  imperialista levada a cabo pelos Estados Unidos com a sua busca desesperada em manter a su hegemonía em declive e pelo controlo dos recursos estratégicos do planeta, entre os quais o Petróleo» lê-se no texto do forum brasileiro.

A mensagem considera o decreto presidencial dos EE.UU. "una declaración de guerra que viola la soberanía no sólo de la República Bolivariana de Venezuela sino de toda América Latina y el Caribe, que es una región de paz que mantiene firmes posiciones antimperialistas y anticoloniales".


Elogiamos a decisão unânime tomada pela Unión de Naciones Suramericanas (Unasur composta por 12 Estados/paises membros) de solicitar ao governo dos Estados Unidos a anulação do "Decreto Ejecutivo" e promover por sua vez o diálogo político, com base no respeito pela Soberanía de Venezuela e pela sua Constituição" aponta o documento aprovado em São Paulo, no Brasil.

Os partidos da região que tomam parte neste Forum de Sao Paulo sublinharam ainda no decorrer dos trabalhos e maniffestam no documento de resolução aprovado o seu "firme e inequívoco apoio ao governo bolivariano e chavista que tem como líder o companheiro e presidente Nicolás Maduro".

Na sequência desta reunião, foi ainda decidido convocar a realização de uma Cimeira de Organizações e Movimentos Populares antimperialista do continente latinoamericano para Managua, na Nicaragua, nos dias 20 e 21 de marzo de 2015. A par com esta acção solidária para com a Venezuela e de debate sobre a situação foi igualmente agendada uma Grande " Jornada Mundial de Solidaridade e repúdio contra a intervenção norteamericana na  Venezuela, ater lugar em 19 de abril, sob o lema «Os Povos do Mundo, Unidos com a Venezuela".

segunda-feira, 16 de março de 2015

Toda a America Latina em Lisboa

"América Latina em Lisboa, bem pode ser um sonho tornado realidade neste ano de 2015. A iniciativa com várias componentes permitirá mostrar a diversidade cultural desta região do globo e está em preparação como que colocando Alcântara como "capital latinoamericana" por três dias.

A Casa da América Latina (CAL), Associação Enlaçes – Associação de Amizade Portugal e América Latina, Câmara Municipal de Lisboa e Junta de Freguesia de Alcântara decidiram unir sinergias e realizar o Festival ENLACES – Culturas LATINO-AMERICANAS em Lisboa.


O evento marcado para os dias 26, 27 e 28 de junho tem como "palco" o  Alto de Santo Amaro, freguesia de Alcântara em Lisboa e constituirá uma oportunidade impar para "sentir" os cheiros, "provar" os sabores, "viver" a América Latina com tudo o que isso significa, numa partilha de conhecimento entre nacionais desse vasto conjunto de países, os portugueses e claro turistas estrangeiros,  e isto independentemente das suas origens e do conhecimento sobre essa multifacetada realidade que é a América Latina.

A Gastronomia, o artesanato, as artes plásticas, a música, a dança e a  literatura dos diferentes paises latinoamericanos serão os pilares da programação deste festival multidisciplinar e intercultural, que se espera e deseja grandioso, colorido e animado.

De referir que entre os objectivos do Festival ENLACES – Culturas LATINO-AMERICANAS em Lisboa, estão uma aproximação dos portugueses a outras culturas, promovendo o respeito pelo outro e a integração de imigrantes mas também o conhecimento e contacto com a diversidade cultural latino-americana a que será de aduzir igualmente o contacto com a cultura de origem por parte da comunidade latino-americana (primeiras e segundas gerações).
Não menos importante é a valorização das tradições populares locais e o seu cruzamento com internacionais, uma vez que o "ENLACES" estará inserido no mesmo período de tempo e espaço que a Romaria de Santo Amaro, uma festividade popular e de referência do bairro de Alcântara, em Lisboa. 


Festival ENLACES, dias 26 a 28 de junho 2015
Alto de Santo Amaro em Alcântara (Lisboa)

domingo, 15 de março de 2015

Organizações e paises manifestam apoio à Venezuela

É unânime e consensual a condenação de Obama e da sua politica de afronta ao Estado Bolivariano da Venezuela, por parte das mais diversas organizações internacionais e dos paises e governos que as integram. 
Nas várias reuniões (muitas das quais convocadas de emergência) para analisar a injerência e a desestabilização registada na Venezuela, financiada pelo governo nortemaericano. E de facto de uma forma unânime é não só repudiada a atitude de Obama e do seu governo como é também manifestado apoio à Venezuela e à sua luta pelo desenvolvimento do país, pela Paz no seu território como contributo aliás para um clima de paz, solidariedade e cooperação na America Latina, independentemente das opções politicas de cada um dos Estados e países. 


E en la Union de Naciones Sramericanas (Unasur), no Movimiento de Paises No Alineados (MNOAL) y tan bien la Alizanza  Bolivariana para los Pueblos de Nuestra America  (ALBA), la posicion es de rechazo contra las aciones injerencistas de Estados Unidos (EE.UU.), posicion que el presidente de Venezuela, Nicolás Maduro, agradeció. 
 ALBA y la Unasur expressaram em comunicado, o seu profundo repúdio contra as sancões unilaterais dos Estados Unidos, contra funcionarios venezolanos.

Recentemente, os presidentes e chefes de Estado e de Governo participantes na "III Cumbre de la Comunidad de Estados Latinoamericanos y Caribeños (CELAC)" realizada na Costa Rica aprovaram uma declaração que igualmente
«rechaza las sanciones unilateales de Estados Unidos contra Venezuela»
Em Montevideo, no Uruguay o presidente José Mujica manifesta preocupação com a atitude dos Estados Unidos e reflete em torno desta postura de Obama que «não é apenas contra a Venezuela mas toda a região. E a razão é simples e advém do facto de a independência politica e económica existir em toda esta região» latinoamericana, onde vinga o "espirito franco, solidário e de cooperação entre os povos e paises da região" e até do mundo, na luta pelo desenvolvimento e "pela Paz".

sábado, 14 de março de 2015

Sines e FMM levam-nos a viajar pela America Latina


O Festival Músicas do Mundo já nos habituou ao longo das suas varias edições à apresentação do melhor que América Latina tem em termos musicais. E na realidade bem se poderá dizer que foi a partir do FMM que diversos cantautores e bandas ficaram mais conhecidas dos público frequentador do evento de Sines e sobretudo do público português, que tem sublinhe-se, salvo raras excepções um enorme desconhecimento da muita e boa música que se cria e passa na america latina. E muitos são os países -berço de diversos êxitos, estilos e formas de expressar o quotidiano, de que só muito recentemente se deu conta, por cá no "piqueno" território luso.

Música, muita e boa música contemporânea, feita por uma nova geração de compositores e intérpretes, a maioria dos quais referências nos seus países de origem mas também em todo o "continente" hispano-hablante volta a estar em evidência na 16.ª edição do FMM Sines – Festival Músicas do Mundo, que se realiza em Porto Covo e Sines, entre 17 e 25 de julho de 2015.

E depois dos "Meridian Brothers", "La Yegros", "Ondatrópica" e "Bomba Estéreo", que brindaram o público do FMM com as suas actuações, a viagem pela América Latina do presente, vai prosseguir com uma estreia absoluta em Portugal da chilena Ana Tijoux (que vai estar no sul de Espanha também neste periodo de festivais), da orquestra colombiana La 33, da cantautora argentina Soema Montenegro e da banda mexicana Troker.


E como se o catálogo" não fosse suficiente  ainda haverá um quinto artista, o produtor argentino Chancha Vía Circuito, que regressa a portugal para dar conta do seu novo disco, que será a base da subida ao palco do FMM.


ANA TIJOUX

Falemos então de Ana Tijoux, uma das cantantes ou cantautoras mais reconhecidas em toda a  América Latina, quer pelo seu estilo, irreverência, performance em palco, voz e também pelo facto de ter crescido musicalmente em parcerias com muitos e bons nomes da musica latinoamericana. 

Nascida em Lille, França, em 1977,  Ana Tijoux é filha de pais chilenos que tiveram de se exilar durante o regime de Pinochet.  E das suas raízes fez caminho num grupo hip hop chileno de nome "Makiza" e avançou depois para uma carreira a solo, tendo o seu momento de afirmação, em 2009, com o disco “1977”, inspirado na idade de ouro do hip hop lírico e de protesto dos anos 90. Curiosamente Ana Tijoux vence um Grammy Latino com a colaboração de Jorge Drexler com o seu disco mais recente, “Vengo” publicado em 2014, que viria a ser nomeado para "melhor álbum latino de rock, urbano ou alternativo" na última edição cujo ponto alto é Las Vegas, nos Estados Unidos da America.