Translate

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

TXARANGO para dar a vuelta al mundo ...

Dar a volta ao mundo ! Dar-lhe cor, sem esquecer o coração o que na verdade faz toda a diferença. A vida tem de ser vivida com esperança e alegria ... Um rumo é o que precisamos neste planeta e colocar todos a trabalhar para um verdadeiro futuro e para todos !


É ou sempre foi aliás, com este espírito de espalhar alegria, de contribuir para um olhar o mundo à nossa volta na procura de soluções para um futuro risonho e partilhado que os TXARANGO iniciaram a sua actividade no já distante inverno de 2010. Uma maqueta com apenas duas canções foram o principio da construção de um grupo alegre, dinâmico onde a música traz as suas influências, transmitindo as cores de uma paleta multicolor de que e feito este planeta. Certo, certo seria uma primeira Gira e um conquistar de palcos e públicos nos mais importantes Festivais  da Catalunha (de onde e originária a banda) e de Espanha de um modo geral.  Maturação, crescimento, afirmação, energia as notas que ficariam agregadas ao primeiro trabalho dos TXARANGO já em pleno 2012 e que traria reconhecimento nacional e internacionalmente no ano seguinte sendo "Bienvenidos" em toda a parte. Merecidamente vários galardões ditariam a chegada dos TXARANGO ao mundo da música como verdadeira "Revelação" e até disco do Ano que a Radio se encarregaria de divulgar.

Como Catalães que são os TXARANGO assumem-se como defensores e promotores da "língua mater" o que lhes vale o contacto e conquista de públicos jovens e também de diversas idades ou tivessem sido rostos da luta contra o cancro cujo ponto alto seria o tema inédito "Som Persones" trilha sonora que integrou a Maratona solidária  da TV3. A televisão e um concerto ao vivo na Catalunha seria um dos mais importantes marcos na ainda jovem mas exitosa carreira da banda Catalã... E Manu Chao e os Che Sudaka seriam os "padrinhos" do disco "Mundo Nikosia"  album editado faz agora dois anos e que faz parte da acção "Solidária" dos TXARANGO  para causas diversas e nobres.

«SOM RIU» chega em 2014 e promove-se até aos dias de hoje nos mais diferentes países e nos variados palcos, sejam cidades ou festivais nessa Europa a que é preciso dar um rumo, com o coração e a alegria no ar... Somos un rio que siempre avança, de la guerra haremos danza ! 

Son los TXRANGO en la vuelta al mundo que empieza con mucho más que la musica!


*Portugal também entra nesta volta ao mundo com TXARANGO

sábado, 29 de agosto de 2015

"Meu Canto" é impar e tem assinatura de UXIA

UXIA vem não tarda a Lisboa e traz na bagagem  "Meu Canto". 

Um espectáculo único e o reencontro com um conjunto de temas fundamentais do vasto e rico repertório da cantora gallega. Ah mas "Meu Canto" não é apenas o apreciar da doce e limpa voz de Uxía mas também uma outra abordagem dos temas interpretados pela cantora, desta feita se artifícios musicais que colocam em destaque a voz e as letras das canções cantadas como só Uxia sabe fazer.

Uxía tiene una voz hermosa y serena que huye del virtuosismo exhibicionista y se hace transparente, para mostrarnos una artista madura, que comprendió que no hay nada más sofisticado que lo esencial y que la voz es el único instrumento que nunca miente" diz -se e comprova-se como nunca neste "Meu Canto".
 
"Meu Canto "
explica Uxia porque a maioria das canções contém a palavra "Canto" que é por assim dizer uma reflexão sobre o acto de cantar, com todas as emoções que essa atitude gera e a voz na sua mais pura essência ...De referir que este trabalho foi gravado nos estudios da editora «Biscoito Fino» no Rio de Janeiro no quadro de uma das várias deslocações da cantora galega por esse mar/mundo fora. E como se estes laços com o país, a cultura brasileira e a música, a boa música sublinhe-se, não fossem o bastante para tornar este trabalho único... ainda se contabilizam a produção do prestigioso músico Jaime Alem  (productor de Maria Bethânia) e o talento e cumplicidade do virtuoso instrumentista Sérgio Tannus que tem feito parte da "Gira" de Uxia palcos fora. Um outro elemento a juntar a toda esta "reliquia" a participação de Lenine en « Os Teus Ollos» o que traz garantías de que palabras e músicas emanam sempre do mais profundo e íntimo do seu ser, de sua alma. Este é o "nosso" Canto !

























Mas é igualmente o encanto da cantor gallega durante nada menos que vinte cinco anos de uma carreira artística, que convertem Uxia numa das mais belas vozes e uma das mais populares e prestigiadas interpretes em "lengua gallega". 

A música tradicional, com um tratamento inovador fazem de Uxia uma voz a escutar sempre e com a maior das atenções. Ela não é apenas a "Gallega Cantante" mas antes a expressão de um povo que canta desde tempos imemoraveis e cujo património não se pode perder muito menos quando um dos mais belos instrumentos são a a propia voz, o próprio canto traduzidos neste "Meu Canto".

Uxia apresenta-se no Teatro São Luiz a 26 de Setembro, num espectáculo que Lisboa não pode deixar de partilhar...