Translate

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Latinos à conquista dos palcos portugueses

Verão é tempo de Festivais, de grandes espectáculos ao ar livre, das tornées de grandes músicos e bandas de todos os estilos e origens, da concorrência entre localidades, regra geral desse interior, esquecido em mais de 360 dias a cada ano. É o tempo de enaltecer e desfrutar de espaços mais ou menos bucólicos, que foram ganhando notoriedade e fazendo história ao longo dos tempos, também pela inclusão de nomes sonantes, de bandas mais ou menos conhecidas, mas cujo êxito em outros países originou uma certa  "obrigatoriedade" de virem a subir aos palcos lusos.

No capitulo da música de expressão latina ainda não estando totalmente ultrapassada a barreira linguistica nem abandonados os mitos de que "de Espanha" nem bons ventos nem bons casamentos!! (e este é apenas e só um dos exemplos) já se vão abrindo portas aos cantautores e bandas provenientes da America Latina. Isto mais por via do seu sucesso em outros festivais na Europa, sobretudo, do que pelo verdadeiro conhecimento público e generalizado dos seus êxitos e biografias. Há até alguns casos que esse nomear de um artista ou grupo, decorrer da troca de experiências ou da partilha de palcos, feita por músicos e ou  grupos portugueses que têm tido o privilégio ou oportunidades no mundo (em sentido lato), musicalmente falando.

É assim que depois do êxito em palco dos  "BOMBA Estéreo" grangeando elogios no âmbito da sua  passagem por Sines e esse magno FMM em 2013, os colombianos estão convidados a pisar de novo palcos lusos em junho...na Ericeira.
A emblemática "Orquestra Buena Vista Social Club" não precisa de apresentações tal o reconhecimento mundial e os ritmos contagiantes, que nos vão fazer marcar presença em Oeiras...em julho. Já  "Roberto Fonseca" o menino prodígio do piano que é fruto da escola cubana de bons musicos vai subir a um palco no maior e mais diversificado Festival de Musica realizado em território lusitano... Acontecerá no âmbito de um marcante dupla composta por "Roberto" & Fatoumata Diawara, do Mali, que nos transportará às origens formativas do excelente teclista cubano, à sua evolução e influências, onde o jazz mas também a muisca tradicional estiveram  presentes. Encher o palco do FMM deste ano em Sines é uma tarefa que não será dificil mas que conduzirá a uma reação quiçá lenta do público ao estilo mas não de modo alguns aos dotes artisticos de Roberto Fonseca.
As últimas diz-se habitualmente são as primeiras (grandes revelações). No caso e brincando com as palavras há muito saida da "Concha" BUIKA" vem aí para cantar e encantar, com a sua voz e presença em palco. Esperem que novembro está aí não tarda...e quer o CCB em Lsiboa quer a Casa da Música, no Porto vão ser de "BUIKA FEsta".
América Latina em território luso com todas as suas cores, ritmos, performances, estilos, vai ser um privilégio e simultaneamente um prazer, para todos quantos vão ter oprtunidade de ouvir/ver e (re)descobrir a qualidade dos musicos e bandas provenintes de Cuba,  Espanha e Colômbia. Nem a propósito aqui ou em radioqc.com poderá acompanhar estas e outras incursões latinas em portugal e nos seus festivais.