Translate

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Chile - oferta múltipla sedutora de turistas

Entre os aspectos mais positivos da vida em Santiago, do Chile, apontados por residentes e turistas  estrangeiros destacam-se as actividades culturais, a oferta gastronómica e a enérgica vida nocturna onde o barrio de Bella Vista" ganha posição.


"Vina del Mar" (cidade igualmente conhecida por ser palco de grandes festivais e concertos musicais, televisonados em toda a região e, no mundo, mas a isso poderemos voltar noutra oportunidade) forma com Valparaíso um dos mais importantes polos turístico-balneares do Chile, muito apreciado quer por nacionais quer por estrangeiros.  A distância de 120 quilómetros da cosmopolita capital não é impeditivo da procura deste paraíso, por parte de nacionais quer de estrangeiros, entre os quais os brasileiros, que tomam lugar cimeiro.
 A isto teremos de acrescentar obrigatoriamente  a história, a arqueologia, a cultura de povos indígenas, que deslumbram pelas formas e grandiosidade bem patente na Ilha de Pascua e nas míticas figuras aí patentes.  
Não menos importante, para surpresa e gáudio dos amantes da natureza, dos desportos radicais, da aventura, quiçá até do romance, ainda os desportos na neve ou nos rios como o kaiak, a canoagem, também a pesca, o Rafting e o surf que ganham cada dia novos adeptos. 

Ao nível sobretudo económico, porque não dizê-lo, também por aí se faz a diferença vêm as áreas ou explorações vitivinícolas e por assim dizer, toda a variedade e qualidade do vinhos "made in" Chile . Consumidos por 7 milhões de pessoas em todo o mundo, o que significa que o país é um dos principais exportadores de vinhos, sobretudo para Estados Unidos e Europa, ocupando a 5ª posição na lista dos países exportadores. Com uma indústria vitivinícola forte, o Reino Unido acaba por um dos principais "portos de abrigo"  com direito a verdadeira "embaixada" dos vinhos chilenos...para toda a Europa.

Ah curiosidade das curiosidades não deixa de ser a pesca, preparação e exportação de um produto que é comum nas boas mesas...precisamente o Salmão. É um pescado cada vez mais apreciado e que em média conta com a fidelização de qualquer coisa como 6 milhões de consumidores, em especial nos ditos países mais ricos ou desenvolvidos do planeta. 

E se ao nível gastronómico as tradições existem, com lugar de destaque para os "ceviches e as "empanadas"  elas são no entanto um "mix" de influências que se chegam a confundir com especialidades peruanas, mexicanas ou argentinas dado que o país, as suas maiores cidades, contam com cidadãos oriundos dos diferentes pontos de toda a região latina. 


Este  é país latino-americano apelativo em termos turísticos graças a um conjunto de mais-valias como sejam as suas praias, as termas, a cosmopolita capital que é Santiago, as radicais actividades desportivas, a gastronomia  e os Vinhos do Chile...país essencialmente exportador já que apenas 25 por cento da sua produção se destina ao mercado interno. Cc/06/13

Nota : Apontar caminhos para as suas férias próximas ou futuras, trazer ao conhecimento as diversas realidades e actividades económicas de países latinos é o intuito desta série de trabalhos/peças aqui publicadas e suporte para outras formas ou meios de comunicar com amantes de latinidades, que o mesmo é dizer dos povos e culturas latino-americanas. Aleatoriamente surgiu o Chile mas poderia ter sido outro qualquer pais daquela área geográfica.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

Uso de Bicicletas no México "dispara" problemas

Os números são verdadeiramente impressionantes - quase 11 milhões e 500 mil viagens de bicicleta  durante o ano de 2011. (11 milhões 495.567 viagens) .

Dados da Secretaria do Meio Ambiente apontam para um aumento de 30 mil viagens a cada dia que passa, utilizando a Bicicleta ou seja, o aumento de utilizadores de bicicleta como seu meio de transporte, está a crescer a um ritmo de mais 26 % ao ano. Isto apesar dos utilizadores frequentes registado se situar nos 75 mil.

Dito de outro modo, na Cidade do México e no distrito Federal, acresce de ano para ano o número de viagens realizadas com este novo meio de transporte "económico, saudável e não poluente"  na ordem dos 3 milhões, segundo os estudos realizados.


 Pese embora este crescimento, exponencial de viagens e utilizadores frequentes, o problema é que persiste um enorme "deficit" de parqueamentos das bicicletas - os chamados postes ou pontos de estacionamento. Para ser ter uma ideia existem nesta altura 2.236 lugares ou pontos de estacionamento duplos, que o mesmo é dizer disponíveis para aparcar duas bicicletas em cada um desses mesmos postes de parqueamento, quadro que coloca em risco o bom funcionamento do próprio sistema. 

«É um sistema altamente deficitário neste domínio, uma vez que de acordo com os estudos realizados em 6 anos de funcionamento, o sistema EcoBICI deveria atingir os 15 mil lugares. «A Cidade necessita então triplicar rapidamente o número de lugares de parqueamento disponíveis. Isto se a aposta for efectivamente  a bicicleta, como meio de transporte alternativo ou mesmo complementar aos transportes público existentes» adianta responsável da Comissão de Cultura e Desporto, do Distrito Federal do México.  

Actualmente percorrendo a cidade é fácil registar o parqueamento de 3, 4 e 5 bicicletas em cada ponto de estacionamento disponibilizado no âmbito do ECOBICI. Ora isso é contrário ao incremento de utilização de bicicletas partilhadas, que recebeu enorme impulso nos últimos anos.  A situação melhorou com o acréscimo no último ano de 257 U invertidas aos 1.118 lugares (duplos) então existentes, destaca  Ivan Lanza, o  director da Estratégia de Mobilidade em Bicicleta da Cidade do México.

Não menos problemático é "não existir um plano exacto" de criação ou implementação de novos pontos de parqueamento de bicicletas. Responsáveis pelo sistema reclamam "apoio substancial do Estado à iniciativa" para que a bicicleta seja de facto, esse novo meio de transporte, acessível a um cada vez maior número de utilizadores. E a razão económica vem ao de cima numa altura em seria importante dar um passo em frente na implementação do ECOBici, uma vez que segundo os especialistas "o preço de criação de cada novo ponto de parqueamento, pode ir dos 3.500  aos 6. 800 pesos.
Uma das vias apontadas para a resolução da situação é uma maior interacção com as redes MetroBus (Ónibus) e Metro aumentando o números de lugares disponíveis nas diferentes estações. Utilizadores e potenciais utilizadores apontam a  disponibilização de novos pontos de aparcamento de bicicletas nas Escolas, junto das dependências ou serviços públicos, também dos Museus e nos Centros Comerciais de forma a servir outro tipo de utilizadores.   Cc-06/13

domingo, 16 de junho de 2013

Pastelzinho de Belém "estrela" em Florianópolis

Há coisas que nos fazem "crescer água na boca"... mas também aos milhares de turistas que visitam a cidade de Florianópolis, no Estado de Santa Catarina, no sul do Brasil.


É no caso estrela maior é o "pastelzinho de Belém" como é chamado bem como o "pastel de Santa Clara" (do Convento do mesmo nome na cidade de Coimbra) que vão sendo êxito naquela que é considerada a cidade "campeã de qualidade de vida" entre as capitais do Brasil. 
Será talvez por isso que quase 1 milhão de turistas visita anualmente a capital catarinense. E se atractivos culturais e naturais não faltam por estas paragens, onde se destacam então as praias paradisíacas e, até mesmo as de nudistas, ou ainda uma vida nocturna que não costuma decepcionar. constituindo assim fortíssimo cartaz desta cidade...aparentemente menor no quadro do "destino Brasil".

Ah mas também a gastronomia apelidada de "praiana" aguça apetites a moradores e turistas. Florianópolis é aliás detentora do título de “Capital Nacional das Ostras”, pois conta no seu território com diversas fazendas de ostras, garantindo deste modo à cidade este outro «distintivo» não menos importante que o da "qualidade de vida!


Depois, vêm então os Doces, sobretudo com sabor a maçã e banana, bem como a doçaria portuguesa e entre ela em lugar de destaque está o «pastelzinho de Belém» como é conhecido por aqui bem como o «pastel de Santa Clara», verdadeiras delícias.... de comer e "chorar por mais..." como é frequente dizer-se em terras lusas!

Ah igualmente no artesanato este "lado de cá do atlântico" é lembrado, diria até apalpado ou remexido... dado o sucesso das "rendas de bilros" que fazem o gosto de tantas e tantas turistas em Florianópolis. 

Face ao referido, conquistas é pela boca que tais feitos se conseguem e disso não vão restar dúvidas !!!!

terça-feira, 11 de junho de 2013

"dis" Emprego Radio !

A tão falada crise chega, qual "vírus " a todo o lado ...a todos os sectores de actividade. Não haverá no prédio, na rua ou na cidade onde vivemos, ninguém que não conheça um jovem licenciado, um pai de família, uma vizinha, um casal no desemprego... Em Espanha são seis milhões "en paro"  que o mesmo é dizer sem trabalho.
    Dar a volta ao tema, não deixar desamparados os milhões que caíram nesta situação, ajudar na busca de um novo posto de trabalho, pensar positivo, contribuir para que encontrem uma nova oportunidade de emprego, dar ânimo a milhares de cidadãos são então objectivos da «por fin Radio!».

" X Fin Radio! " é uma Web Radio ou stream Radio, se preferirem, com estúdios em Madrid audível na espanha e em todo e qualquer lugar do mundo via internet e feita a pensar, precisamente, nos desempregados, com eles e para eles... 
É verdade! E dizêmo-lo desta forma, porque para além das entrevistas, qual simples e animada apresentação de currículos e de desempregados, das suas experiências e perspectivas, a programação da «X Fin Radio!» é composta pelo entretenimento pensado especialmente para este tipo ou segmento de público,( apesar da sua enorme "quota de mercado"), informação, também muita e variada música bem como a divulgação de "ofertas de trabalho" ou "vagas de emprego", no país vizinho.
Na «X Fin Radio!» ninguém fala de cátedra, ou estigmatizando os desempregados, porque alguns dos que a fazem, dos que estão desse lado de lá ou de cá, do microfone, também já passaram por fase idêntica  - de Desempregados. Não há tabus, pelo que o tema "desemprego" é abordado numa linguagem simples, normal, despreocupada e, todos têm oportunidade de falar de si, das suas capacidades, da formação realizada ou em curso, das expectativas de trabalho.
Não menos importante é a chancela de "Rádio de Futuro", feita de um modo profissional, utilizando as novas tecnologias, os novos meios de comunicação - a Internet, as plataformas móveis e claro está as Redes Sociais. 
Neste barco que agora se faz ás ondas... vai o capitão Óscar Montero, um profissional que toda a vida fez rádio, mas cuja experiência não deixou de o tornar "en paro " ou desempregado em 2011, preparado por isso para sentir e partilhar a "dor" ou angústias que vão na alma daqueles que não têm trabalho.  Este não é caso único...pois muitos dos outros profissionais desta "nova" Radio também são ou melhor estiveram desempregados com conhecimento de causa ou melhor que "sabem bem o que  sente" quem está no desemprego.
A nova estação emissora, pertença do Grupo S4 Media, surge de acordo com porta-voz da empresa, da necessidade de dar saida às preocupações e interesses de um grupo cada dia mais numeroso, infelizmente, em Espanha!
As emissões, sempre de segunda a sexta-feira, contam com seis horas diárias e em direto, feitas a partir do Teatro Alfil de Madrid e retransmitidas em streaming. Conselhos laborais, dados por especialistas, assessoria que ajudará  na  preparação de entrevistas e Currículos, informação sobre cursos de formação e coaching (assessoria  pessoal, bem como a criação de uma bolsa de emprego o mais heterógenea e ampla possível, são deste modo as linhas mestras da X Fin Radio!  leia-se «por Fin Radio! 
Na restante parte do dia, o piloto automático funcionará, colocando no ar, mensagens, anúncios de interesse para o público-alvo, também a publicidade, como forma de sustentabilidade da emissora com um cunho marcadamente profissional, 
disponível em www.xfinradio.es