Translate

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Música brasileira em destaque nos Latin Grammy 2016

A contagem decrescente para a grande noite de todas as nomeações de "Grammy Latino" já começou... A 19 de novembro em Las Vegas, nos States a Gala trará a satisfação a muitos dos nomeados ao mais alto galardão atribuído à musica que se faz e produz na América latina. E algumas serão também as desilusões por não chegarem ao topo do reconhecimento internacional, independentemente das categorias, dos estilos, das carreiras dos cantores e bandas que aspiram a passar pelo mais iluminado palco do mundo !




A música brasileira tem lugar de destaque igualmente e como é habitual neste magno e mui visto , falado e ouvido evento. Aqui é a música, a letra, as orquestrações ou arranjos que contam sobremaneira mas sob o foco das luzes também a moda, muito glamour, as histórias reais, as mensagens a vários níveis fazem parte da festa. Mas avancemos para dar conta de uma ou duas evidentes notas bem a propósito da 16ª edição dos «Latin Grammy». 


Entre os muitos nomeados pela Academia Latina de Gravação estão Maria Bethânia, Maria Gadú, Lenine, Ivan Lins, Seu Jorge, Jonas Sá, Banda do Mar, Humberto Gessinger, Pato Fu e Zeca Pagodinho, no capítulo do melhor da música brasileira. 

Nas categorias gerais, Julieta Venegas, Ricky Martin, Alejandro Sanz e Juan Luis Guerra são os mais sérios candidatos no quadro dos muitos nomes latinos... a que se juntam na categoria de "Revelação" a  cantora Tulipa Ruiz e a banda Vitrola Sintética, os únicos brasileiros prontos a  saltar as barreiras do "anonimato".  E da MPB ao sertanejo, passando ainda pela música cristã muitas são as expectativas depositadas numa noite de animação e visibilidade mundial. 

E na hora deste lado do Atlântico surgem nomes de uma nova geração de músicos brasileiros como Tulipa Ruiz e Jonas Sá, ainda o apelo radiofônico de Seu Jorge e Onze20. Na categoria MPB se inclui um tributo a Dorival Caymmi (“Centenário Caymmi”) bem como os ousados álbuns de Gadú (“Guelã”) e Lenine (”Carbono”). Na categoria de melhor canção brasileira contam Diogo Nogueira e Hamilton de Holanda (”Bossa negra”), Malta (“Diz pra mim”), Banda do Mar (“Mais ninguém”), Lenine (“Simples assim”) e Bebel Gilberto (“Tudo”). Dizer ainda de "Djavan" que  será o único brasileiro homenageado este ano através do "Premio à Excelência Musical"  no meio de um variado grupo que inclui artistas de Espanha, Cuba, Argentina, República Dominicana, Uruguai, Porto Rico, Chile e Venezuela.
 
Novos, reincidentes, vencedores ou candidatos a um lugar no palco sob os muitos focos de luz conta se um sem número de artistas, bandas, compositores, músicos, designers que a festa latinoamericana vai muito para lá da música que se ouve nas radios, têvês e outros media...

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

“Travesía Elefante” faz-se com MANU da BANDA


O novo de Manu da Banda está aí e chama-se “Travesía Elefante”

Uma "travessia" na versatilidade cultural, rítmica e sonora dos diversos lugares de 5 continentes que o vocalista e fundador (Manuel Prieto) já percorreu aí está novo CD de Manu Da Banda.





Pode mesmo apelidar-se de “Sonido Emigrante”, este trabalho que nos traz uma mistura de forças, qualidade, alegría  traduzidas na cumbia no reggae e no "power del Ska " daí resultando um estilo musical muito próprio de MANU da BANDA que inevitavelmente conquista e envolve o público nesta verdadeira festa de sabor, força e elegãncia.

“Travesía Elefante” espelha o desejo de todo o músico-viajero (de mochila y guitarra às costas) em Gira para  conhecer o mundo, os vários “sonidos”, as diferentes propostas musicais e no caso atravessadas que foram a AméricaLatina, Oceanía, Asia, Europa até chegar a essa mui rica e contagiante  sonoridade africana.

Este “Travesia Elefante” em pré-venda conta com a participação de nada menos que 10 músicos e con todo o sabor de la cumbia-reggae, graças à  colaboração de Joe Vasconcellos, Fran Valenzuela, Juan Ayala, Ismael Oddo, Andres Perez y a producción musical de Misha y Andrés Celis.

O primer LP com chancela MANU Da BANDA tem esse nome a reter na nossa memória 
“Travesía Elefante”. Então boa viagem !

Empresas ribatejanas procuram mercados latinos

Novembro empresarial na América Latina é bem se pode dizer o que está inerente à iniciativa que o Nucleo Empresarial de Santarém tem em preparação.
Um conjunto de empresários ribatejanos vão estar de visita à Colômbia e ao Chile, no âmbito desta missão empresarial que a Nersant está a organizar para o período de 1 e 8 de novembro.

De acordo com a organização esta iniciativa poderá constituir uma excelente oportunidade para as empresas da região iniciarem e aprofundarem as suas relações comerciais com estes dois mercados", Isto depois de uma "análise a novos mercados e oportunidades de negócio para as empresas portuguesas" explica a nota de imprensa da associação empresarial.
"Esta é uma missão empresarial não sectorial, na qual as empresas participantes poderão beneficiar de financiamento no âmbito de um projecto aprovado no Portugal 2020 e prevê a realização de reuniões institucionais, visitas técnicas e reuniões com empresas locais, potenciais clientes, parceiros ou fornecedores", acrescenta ainda a nota informativa da Nersant.
De referir que a Colômbia é a terceira maior economia da América Latina, e apresenta-se com um cariz aberto e liberal, com uma trajectória sustentada de crescimento acima dos 4 a 5% muita acima do que se perspectiva para Portugal e os diferentes países europeus. Esta área "funciona como plataforma para os mercados que integram a Aliança do Pacífico (Chile, Colômbia, México, Peru e Costa Rica), entre os quais há livre circulação de mercadorias, capitais e serviços", acrescenta a Nersant.
Já o Chile, "com um desempenho económico bem-sucedido nos últimos 25 anos, é actualmente considerada a economia mais rica, estável, aberta e integrada da América do Sul, oferecendo atractivas oportunidades de negócio para as empresas portuguesas na óptica das exportações e do investimento".