Translate

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Cantautores Latinos atuam em Espanha

"La Mar de Musicas" ou dito de outra forma será efectivamente "UM MAR de MUSICA(s) com a America Latina no centro de todas as atenções. Tratando-se de um Festival de Verão com uma panóplia interessante de concertos mas tambem onde a Arte, o Cinema e a literatura dos paises latinos têm o seu espaço e tenpo este evento tem lugar em Cartagena, na vizinha Espanha no período de 17 a 25 de julho.
Pascuala Ilabaca homenageia Violeta Parra

E nesta que é já a 21ª edição de "La Mar de Músicas" a programação estará muito focada no Chile. Confirmados, embora o programa não esteja fechado, estão uma série de cantautores e bandas de referência não apenas deste pais de longa história e tradição, sublinhe-se mas de facto de toda a America Latina como será facil constatar. Ana Tijoux, Camila Moreno, Chico Trujillo, Francisca Valenzuela, a que será de juntar ainda Javiera Mena, Melissa Aldana, também a jovem Pascuala Ilabaca que no âmbito tem como referência e ídolo a grande Violeta Parra, além de Manuel García que nos traz de "regresso" o grande Víctor Jara, (em sentido figurado é claro) neste Especial Chile que contará por certo, milhares de adeptos e apreciadores da boa fase que a música do Chile atravessa.

Será tempo de revisitar as duas figuras mais importantes da música e da cultura chilenas, como Violeta Parra e Víctor Jara, homenageados nos concertos que Pascuala Ilabaca e Manuel García vão dar no evento. Dois concertos no "La Mar de Músicas" memoráveis ou quiçá mesmo irrepetíveis. A Não perder por isso mesmo!  
Dizer que nem só do Chile se faz este Festival de Cartagena, já que na senda de outras edições, vão fazer subir ao palco desde a música folk ao jazz, do rap à música mestiça.

De recordar que pelas diferentes edições do "La Mar de Músicas" passarma outros grandes nomes da música latinoamericana e cujo foco foram Cuba,Brasil, Argentina, México, Colômbia e Perú no quadro dos especiais como o da edição de 2015 em que o Chile é o convidado de honra...

"La Mar de Músicas" 21ª edição
Cartagena de 17 a 25 de julho

Obras Documentais apresentam-se em Cuba

Cuba leva a efeito entre 6 e 11 deste mês de março uma mostra de cinema documental que conta com trabalhos de diversos realizadores oriundos dos mais variados paises. A iniciativa que tem lugar de dois em dois anos constitui uma homenagem ao cineasta cubano Santiago Alvarez  e por isso o certame se designa de Festival Internacional de Documentales "Santiago Álvarez “In Memoriam” tendo lugar em Santiago de Cuba. Na edição de 2015participam 60 obras documentais, tanto de criadores cubanos como estrangeiros, sendo o país convidado principal o México.
 
Cinema documental mostra-se em Cuba
Objectivos desta mostra cinematográfica  é  apresentação do género documental no mundo contemporâneo e a promoção e apoio a trabalhos que tragam a público os grandes temas da atualidade, independentemente das suas origens.

Este Festival pretende também render uma homenagem ao grande cineasta cubano Santiago Alvarez (1919-1998), considerado um meste do genero documental e conhecido criador do "Noticiero ICAIC Latinoamerican" espaço  fílmico declarado "Memoria del Mundo pela Organización de las Naciones Unidas para la Educación, la Ciencia y la Cultura (Unesco). 
O certame que se realiza em Cuba é uma organização do Instituto Cubano del Arte e Industria Cinematográficos (ICAIC).De referir que na edição anterior, participaram três dezenas de obras a nivel competitivo e outros tantos trabalhos de carácter informativo, decorrentes de um trabalho de selecção de 234 documentários enviados ao Festival , por realizadores de paises como  Argentina, Brasil, Chile, Colombia, Cuba, Ecuador, México, Uruguay. 

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Republica Dominicana mostra sua cinematografia


Alguma da cinematografia da Republica Dominicana vai passar pelo City Alvalade em Lisboa entre 25 e 28 deste mês de fevereiro. E para que não perca nada do que aí vem, espreite agora a informação que aqui se disponibiliza. Os dias correm depressa e as fitas também ...Ora tome nota!



http://www.c7nema.net/festival/item/43159-lisboa-recebe-mostra-de-cinema-dominicano.html

Estradas do futuro e as Bibliotecas itinerantes

A curiosidade e sobretudo o engenho, que não é apanágio de um só povo tem histórias e realidades que só vistas, pois contadas nem sempre é fácil de aceitar. Vem isto a propósito do acesso à cultura, do Livro, do ensino e até das simples brincadeiras em paises latinoamericanos.

Na verdade esta coisa de se dizer que o mundo se percorre agora pelas "auto-estradas da informação e da comunicação" , que "tudo está à distância de um click", que basta "usar a ponta dos dedos", que a esmagadora maioria da "população já sabe usar a internet", que o "e-mail é a forma mais fácil e cómoda e  rápida de comunicar", de "resolver tudo (ou quase) sem sair de casa", não corresponde à verdade! De facto ou os serviços não funcionam com essa rapidez na resposta, que as comunicações leia-se servidores entopem, que a prática não essa de comunicação por internet para poder cobrar valores exorbitantes de um serviço, pela corrupção instalada, pelas cunhas, os favorzinhos, o uso indevido de autorizações ou não autorizações como aconteceu com a venda de papel comercial pelo BES. Atente-se também no exemplo da "via CTT (correio eletrónico)" por onde os portugueses iriam fazer o seu dia a dia, pagando as suas contas, comunicando com as empresas, arquivando os seus documentos necessários decorrente da gestão diária...Pura ilusão pois não teve o impacto positivo nem de longe nem de perto esperado! Ah e quanto ao IRS utilizado diz-se por milhões de portugueses ...bem como as receitas médicas por via eletrónica, até às comunicações ao nivel dos tribunais (recordam-se da bronca chamada "Sitius" entre Ministra da Justiça e Tribunais!!!) Pois nem tudo que luz é ouro ...já lá diziam os antigos e com toda a razão e sabedoria diga-se! 
BiblioBUS uma realidade crescente nos paises latinos
Também na cultura, em sentido mais ou menos lato os cortes no ensino, no acesso a museus, o decrescimo nas idas ao cinema, o estoiro dos cinemas diga-se encerramento de salas, até dos video-clubes que desapareceram do nosso quotidiano são a prova provada das realidades duras e cruas que  Portugal vive. Mas de facto também no mundo chamado civilizado, os países emergentes ou os ditos desenvolvidos ou em desenvolvimento vivem em semelhança com o que por cá temos e por isso o acesso à cultura é ainda um sonho para muitos e muitos milhares de cidadãos em todo o planeta. Mas a curiosidade e o engenho fazem toda a diferença nos paises latinos e é com exemplos como este que se remata a noticia referente ao acesso ao Livro, às Bibliotecas que se tornam cada dia ou ano mais acessiveis que a Educação está primeiro, pese embora o que cada um quer dela e do seu povo.


o uso do Burro para levar o livro a comunidades rurais, teve êxito em paises latinos
O "Biblioburro"
Em locais onde as bibliotecas itinerantes, móveis ou em carrinhas como aconteceu durante décadas com as da Fundação Gulbenkian, em Portugal a promoção da leitura em comunidades do chamado interior, como na Nicarágua, faz-se por via do Biblioburro" que leva os livros às crianças das zonas rurais.
Na Colombia también existe esta forma de biblioteca itinerante e teve o seu inicio, recorde-se no Departamento del Magdalena (norte de Colombia) quando o professor Luis Humberto Soriano decidiu, recorrer à ajuda de um burro, para levar aos fins-de-semana livros aquelas crianças que não podiam fazer os trabalhos de casa, porque não tinham livros. Uma ideia depois replicada na Sierra Nevada de Santa Marta (norte de Colombia) já no ano de 2006.  
O precedente das Bibliotecas móveis ou bibliotecas em BUS surgiria recorde-se por iniciativa do "Patronato de Misiones Pedagógicas" durante a Segunda República Española, tendo então sido criadas qualquer coisa como cinco mil bibliotecas populares fixas e itinerantes nestes territorios da America Latina

terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Carnavais marcados por chuvas e tragédia (no Haiti)

O segundo dia de Carnaval no Haiti fica marcado pela desgraça e o pânico causado entre os foliões e a assistência, às manifestações festivas. Duas dezenas de mortes eletrocutadas e inúmeros feridos é o balanço do Carnaval em Puerto Principe, capital do Haiti. 
Tragédia no carnaval do Haiti
Segundo testemunhos oculares a utilização de um pau para fazer passar um carro alegórico por debaixo de um cabo de alta tensão, terá provocado a morte instantânea a diversas pessoas e a desgraça no Carnaval de Campo de Marte com quase meia centenas de feridos, assistidos primeiro no local e depois encaminhados para os hospitais locais.
O presidente do Haití, Michel Martelly, enviou já mensagem de condolências às familias enlutadas e determinou o fim das manifestações na capital do seu país. 

As chuvas por sua vez pertubaram os desfiles carnavalescos na Bolivia e Argentina, que no entanto não deixaram de ter as cores, a animação e o reviver das tradições neste dois paises da america latina, onde o Carnaval é  vivido de uma forma sui generis e muito intensa, pois nem só de folia à Brasileira se faz esta época do ano!
As sonoridades sambistas animam carnaval uruguayo
Por sua vez em diferentes pontos do Uruguay o Carnaval saiu às ruas com muitos acordes de samba brasileiro, por força da influência do vizinho Brasil. Mas há também as tradicionais sonoridades afrouruguayas com o candombe e os coros murgueros, salpicados de muita critica e humor tão apreciada pelas gentes deste pais. É a multifacetada realidade do Uruguay que faz a diferença dos seus carnavais, tal o peso maior ou menor das tradições e das influências do Brasil, mais sentidas é claro nas regiões fronteiriças.

domingo, 15 de fevereiro de 2015

Estudar e comunicar em Guarani é para todos

É oficial. O ensino da lingua Guaraní vai passar a fazer parte dos planos de estudo de diversas Universidades quer do Paraguay (onde mais se fala esta lingua) mas também do Brasil e da Argentina.
Guarani torna-se lingua oficial em Universidades do Brasil, Argentina e Paraguay
Na verdade o Guaraní é o idioma oficial do Paraguay juntamente com o espanhol mas também em muitas zonas do Brasil e da Argentina esta é uma lingua muito utilizada pelas gentes locais. Para se conhecer a importância desta forma de comunicar dizer que, mais de 90 por cento dos Paraguayos são bilingues e 57 por cento da população se comunica em Guarani e isto desde 1994, o ano em que algumas universidades introduziram esta língua nos seus estudos académicos. Novo impulso se segue agora com a Facudade de Arquitectura da Universidad Nacional de Asunción (UNA), onde o guaraní será materia académica e haverá seminarios de expressão oral neste idioma. Na carreira de Medicina tambem será utilizado este idioma de forma a que esta ferramenta de comunicação venha a ser uma realidade na comunicação entre os futuros medicos e os seus pacientes. Já na Universidade da Patagonia, situada na cidade de Comodoro Rivadavia (no sul da Argentina), também será ministrado o Guarani no âmbito de um programa introductorio teórico-práctico da língua guaraní na Cátedra Libre de Pueblos Originarios. Igualmente naUniversidade Federal da Integração Latinoamiricana (Unila) no Brasil a lingua "guaraní" será parte da Licenciatura em Letras.

O reconhecimento ao mais alto nivel da lingua Guarani, surge agora reforçado nestes três paises vizinhos, facilitando as comunicações entre os seus povos mas igualmente do estudo desta forma de expressão de uma grande parte das gentes locais.Recorde-se que 2014 marca o ano em que o poema guaraní Sy (Madre) do paraguayo Cristian David López foi galardoado com o Premio Internacional de Poesía Jovellanos o que lhe valeu a distinção do Melhor Poema do Mundo.

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Cajamarca " é mesmo o grande Carnaval peruano

Na América Latina vive-se intensamente o Carnaval, uma manifestação popular, colorida, animada e turistica com enormes tradições nos diferentes paises e com caracteristicas muito próprias que diferenciam a festa, de cidade para cidade ou pais para país.

E sem margem para quaisquer dúvidas, CAJAMARCA no Perú é denominada a "Capital do Carnaval Peruano". 

Os desfiles, os grupos populares, com mais de vinte mil participantes, os ritmos, os trajes, a folia carnavalesca durante qualquer coisa como 7 dias, a afluência turistica, aos milhares, vinda de outras partes do Peru ou de outras origens, fazem efectivamente, desta localidade e país uma grande referência da época que se vive - o Carnaval.
O colorido, as enchentes nas ruas de Cajamarca, faça o tempo que fizer, a música, a animação, as brincadeiras mais ou menos participadas, os jogos utilizando as pistolas de água, os balões de água, de tinta ou de outros materiais que dão cor e vida ao mais emblemático Carnaval do Peru, em Cajamarca, em Lima fazem toda a diferença para quem já o viveu ou para quem quer conhecer esta vivência ou realidade em tempo de alegrias.
“Cajamarca, Capital del Carnaval Peruano” assim mesmo se identifica e confirma.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Oruro enchente de tradições e alegria

E na America Latina como é o Carnaval? Poder-se-à dizer que é uma das festividades mais populares, animadas e apreciadas quer por locais quer por  turistas de todo o mundo que a elas acorrem sobremaneira. Vários são aliás os exemplos das tradições e festividades fortemente participadas e diversos são as localidades e países conhecidos pelos seus Carnavais. Cada um com as suas caracteristicas e vivências muito próprias são grandes manifestações de alegria... Na Bolivia nomeadamente é ORURO que se destaca pelas tradições pelas cores, os ritmos, as participações massiças de qualquer coisa como 30 mil participantes entre músicos, máscaras, bailarinas de mais de quatro dezenas de grupos que saem à rua num desfile de mais de 20 horas ininterruptas valendo a esta manifestação o reconhecimento como um dos mais populares e tradicionais da América Latina.


Oruro, na Bolivia celebra então o seu Carnaval, muitissimo colorido e participado onde particularidade maior é o facto dos antigos deuses andinos terem sido renomeados de santos, numa festividade com origem na espanha de 1606, que actualmente tem contornos de grande Carnaval popular.

A Bolivia bem se pode oruglhar desta sua festividade que locais e turistas vivem com admiração e enorme intensidade. Evo Morales o presidente não deixa de marcar presença no Carnaval de Oruro, cantado pelos Kjarkas como "tierra de amor y Carnaval"!

Tradições andinas sobem ao palco de Oruro

Qualquer coisa como 7 mil músicos, de 82 Bandas participam na XIV edição do Festival de Bandas em Oruro. O evento que se celebra uma semana antes do Carnaval constitui uma das referências da Bolivia, considerado mesmo pela Unesco "Obra Maestra do Patrimonio Oral e Intangible da Humanidade"
7 mil musicos de 82 bandas animam Carnaval de Oruro
A edição deste ano, conta com a presença do Presidente Evo Morales e outras entidades nacionais, constitui mais um marco na defesa das danças e músicas de Carnaval e nela participam reconhecidos grupos folclóricos bolivianos como "Kalamarka, Norte Potosí, Llajtaymanta e Yara, intrerpretando hinos e canções tradicionais do folclore da Bolivia em unissono, com as 82 bandas presentes nesta manifestação ímpar de cor, sons e ritmos e sobretudo muito participada tal a presença de turistas que acorrem ao Carnaval de Oruro, uma das mais emblemáticas mostras das tradições andinas e populares da Bolívia.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

America Latina mostra-se na BTL'2015

A América Latina vai marcar presença na Bolsa de Turismo de Lisboa, nesta sua edição de 2015, que tem lugar entre 25 de fevereiro e 1 de março.

A uma dúzia de dias do inicio do maior certame de turismo em portugal estão asseguaradas as presenças de países latinos como o Peru, o Panamá, Cuba, a Republica Dominicana, o Paraguay e claro está o Brasil, que assume sempre uma dimensão, ritmos e cores contagiantes no certame que tem por palco os quatro pavilhões de exposição da Feira Internacional de Lisboa, ao Parque das das Nações. Também o Chile, cuja presidena Michele Bachelet visitará Lisboa em junho próximo e a Colômbia, constituem outras das referências presentes no stand da Casa da America Latina, no certame. Os Cafés da Colômbia mas também a realidade deste e dos demais paises latinos, contada a partir das experiências de quem, de mochila às costas, partiu à aventura e descoberta destes territórios, vão ser atractivo na BTL '2015.
A exibição de filmes promocionais, a realização de conversas com embaixadores, toda a panóplia de informação turistica sobre este conjunto de países, a multifacetada realidade economico-cultural-turistica da America Latina, bem como a gastronomia, a música e a dança são áreas em foco na Bolsa de Turismo de Lisboa, bem a propósito desta magna zona do globo.
 

“O melhor de dois mundos. Ponto de encontro, ponto de partida” é o lema deste ano da Bolsa de Turismo de Lisboa.

"Viagem" à Republica Dominicana

Dar a conhecer a Republica Dominicana, espreitar a cinematografia deste país latinoamericano, celebrar o seu Dia Nacional constituem objectivos para a realização da III Mostra de Cinema que a Embaixada da Republica Dominicana em Portugal leva a efeito no final deste mês de fevereiro. 
O cinema City em Alvalade é o palco escolhido para esta "viagem" à República Dominicana, numa iniciativa que conta com a colaboaração da Casa da América Latina em Lisboa e se desenvolve entre os dias 25 a 28 de fevereiro.
Quatro dias, quatro filmes, quatro referências da cimeatografia dominicana ainda para mais com entrada gratuita é uma excelente oferta para ocupar o tempo neste frio mês do ano de 2015.