Translate

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Divulgar a "Salsa" na origem da "Confraria dos Salseiros"

A música hoje chamada "Salsa "é uma mescla de ritmos afro-americanos, tais como o "son montuno", o "cha-cha-cha" e a "rumba" cubanas. As opiniões dividem-se entre América (um Bairro de Nova York) e Cuba como o "verdadeiro berço" destes sons, contagiantes de que os cubanos terão sido os maiores divulgadores e intérpretes, não sem antes e ao longos dos anos, sofrerem influências de outras musicas e sonoridades "made in"  República Dominicana, Puerto Rico, Colômbia, por exmplo, vindo a tornar "moda" que invade o mundo, conquista corações e incute nas pessoas, a sensação de liberdade e um enorme prazer  sempre que se dança "Salsa".
Histórias, origens e encontros à parte, certo é que Portugal também está nesta "onda", não só dançando, como vendo nascer a "Confraria dos Salseiros". Mais que uma estrutura com estatuto próprio e simbologia é de uma magna "familia" que se trata, e cujo ponto comum é o gosto pela dança, muito partiicularmente essa  variante latina que é a "Salsa".Cc02-14

Fomos em busca da história e razão de ser da "Confraria dos Salseiros", e da conversa com um dos seus mentores e dirigentes -Carlos Rodrigues, partilhamos um pouco do que é este ritmado "tempero" para mais mais de mil e um dias de vida, deste grupo.
Como surgiu a ideia da Confraria?
"Salsa" da origem às influências de outros ritmos e paises latinos
O gosto pela Salsa, a paixão pela dança, a partilha de umas tardes bem passadas, com muto ritmo e animação levaram um conjunto de amigos a criar um espirito de grupo e dar forma às performances ... Daí à escolha de um nome para estes "apaixonados" por uma vertente das danças latinas, foi um passo, natural. Havia as confrarias do vinho, confraria da chanfana, porque não a "Confraria dos Salseiros", questionaram-se...E se bem o pensaram melhor se sairam com a "Confraria dos Salseiros" que até ficava no ouvido...

Quem é ou pode ser membro da Confraria ?
Toda a gente, todos os que gostem de dançar, que queira entrar no ritmo da "salsa" pode ser membro da Confraria. Adquirir um "Kit" do qual faz parte uma T-Shirt com a simbologia do grupo, os "Estautos", porque as regras e o bom senso estão na moda bem como o interesse e desejo de participar nos eventos que a Confraria vai organizando, em diversos locais, regra geral uma vez a cada três meses, ão as condições base para entrar nesta “"familia"” Ah mas para além do Kit, da predisposição para integrar este magno grupo de amigos é fundamental ter bom ouvido, sentir os ritmos e viver o espírito do grupo.

Onde se encontram habitualmente os "Salseiros"? 
a Salsa é a "dança rainha" nas tardes desta singular  Confraria
Partilhamos o tempo dançando salsa mas tambem outros não menos contagiantes ritmos latinos. Mas não descuramos o convívio e conhecimento das pessoas que fazem parte desta "familia" que tem vindo a crescer , sendo essa igualmente, uma das razões de existência da "Confraria dos Salseiros". E se a parte social tem importância, não menos marcante são as actividades culturais que promovemos no âmbito das nossas festas e encontros, que tanto podem ter lugar em locais da margem sul do Tejo, como até em espaços públicos em Lisboa ou outros pontos do território. E na verdade Parque das Nações, Costa da Caparica ou Vila Franca, foram já cenario de "churrascadas", "pic-nics", "grelhadas", "sardinhadas", passeios, concertos musicais e tardes dançantes, onde a Salsa marca a diferença mas também os vários ritmos latinos a contagiar actuais e potenciais futuros "Salseiros".

Quem são hoje os habituais "Salseiros"?
Animação e o "Salseiro" são as imagem de marca desta "magna família"
Todos quantos gostem de dançar e tenham preferência pela Salsa independentemente da nacionalidade, da idade, da profissão...enfim "Salseiros". Habitualmemte participam nas iniciativas da Confraria muitas dezenas dos 160 que hoje em dia são membros desta estutura sem fins lucrativos, sem desprovida de obrigatoriedade de presenças, de qualquer quota. Por isso tanto podemos ter um convivio ou encontro com 30, 50 ou 100 "confrades". Esta é uma realidade plural que vai muito para lá da salsa, dos vários estilos de dança, bem ao geito das origens e desenvolvimento em cada um dos paises da America Latina, daí que o "cha cha, cha", a "bachata" por exemplo sejam ritmos partilhados e respectivas performances nos "Salseiros" que o são pelo gosto especial pela "Salsa" que acaba por ser a porta de entrada nos ritmos latinos e "marca" do grupo, é verdade, a atingir três anos de existência.
 
 Que "balanço" deste tempo, se é oportuno esse olhar para trás...
As bandas de musica  também podem  integrar os encontros de salseiros
Agora que ultrapasamos mais de 1.001 dias de "Confraria de Salseiros" dizer que este tem sido um espaço e uns momentos muito interessantes. Um espaço aberto, singular de convívio e conhecimento dos seus membros e uma fonte de conhecimento e divulgação não só da "Salsa" também dos demais ritmos latinos, em que sem dúvida a "dança rainha" é a Salsa e bom será dizê-lo da cultura e dos povos latinos. Aliás, muitos dos membros da "Confraria" dela fazem parte pelo gosto de dançar mas sobretudo, após esse despertar para os ritmos latinos, decorrente ou de ligações familiares, de amizade ou de viagens  realizadas a países da americalatina que os marcaram ou contagiaram positivamemente... 
 

Existem provas, concursos, encontros de "Salseiros" ?
As lições de dança são uma das facetas da  vida deste grupo
A competição não é a razão de ser e existir da Confraria, mas dependendo da paixão, do tempo, da entrega de cada um a estas coisas da dança bem ao ritmo latino, não só apreciamos como incentivamos a evolução de muitos dos salseiros que com suas performances podem, e isso tem acontecido aliás com alguns pares, enveredam por concursos e provas regionais, nacionais ou mesmo  internacionais, participações que são motivo das maiores atenções e satisfação. Essas provas quando existem são também motivo de encontro de muitos dos "Salseiros" e membros da Confraria, cujos convívios e encontros regra geral, acontecem quatro vezes ao ano, sendo a altura de aniversário uma das maiores referências deste grupo de amigos. E muitos são os locais onde se dança salsa que nos acabamos por encontra com maior ou menor regularidade consdante a vida de cada um...


Como chegamos até à "Confraria dos Salseiros" ?
Os "salseiros" têm uma pagina no Facebook sendo por aí, com a colaboração e gosto de muitos amigos, sejam ou não membros da "Confraria" que damos conhecimento das muitas e muitas  acções em que a "Salsa" é motivo principal de encontro, quer a nivel regional, nacional ou ainda internacional. Mas, dizer também que qualquer que seja a estrutura, organização iniciativa é sempre imprescindível ter em conta a vontade, o gosto, a disponibilidade, bem como "carolice" para por de pé um encontro, convivio, iniciativa lúdico/social que tanto pode ter 20, 30, 60 como 200 pessoas ...e quando tudo é preparado com devido tempo e o resultado final é positivo, surgiram novas amizades, a Salsa foi "rainha da festa" essa passa a ser motivação extra, novo alento para continuar este tipo de acções orgulhosamente com a "chancela" da ""Confraria dos Salseiros""...