Translate

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Santana " reconhecido" após criticar exclusão de latinos

Carlos Santana o famoso guitarrista mexicano vai ser agraciado nos Estados Unidos, com um prémio do "Centro Kennedy" só atribuído aqueles que influenciaram com sua arte a cultura estadounidense.

Aquela distinção por parte do "Centro Kennedy para as Artes Cénicas" é considerada das mais importantes que se pode obter nos "States" e surge após críticas de que os Latinos estavam a ser marginalizados ou excluídos deste prémio, independentemente das suas origens, artes e influências na cultura dos Estados Unidos.
Carlos Santana - premiado por influenciar cultura estadounidense

O próprio Carlos Santana, em entrevista, chamava a atenção para o facto de "não se tratar" apenas e só de "um simples guitarrista mexicano".  

«A minha motivação é estimular a consciência universal» disse o músico de 66 anos de idade.
"Cresci com a geração de Woodstock y Bob Marley, 'One Love', e 'Imagine', John Lennon. "Eu sou um deles" e como tal, digo que "não fazemos o que fazemos com fins comerciais, para ser popular, nos Estados Unidos ou no Mundo ou porque somos mais ou menos bonitos". O que fazemos "não é mero entretenimento, nem se trata de sermos meras peças da industria do espectáculo". Para mim e todos esses outros, que referi,  este é «um dom ou chamamento» a que respondemos com o que de melhor fazemos e sabemos"  diria o exímio guitarrista, originário de um pequeno e remoto povoado, no México, que "um dia imigrou com a sua família para San Francisco, disposto a conectar culturas e estilos musicais..." frisou.

Carlos Santana recebe este prémio do "Centro Kennedy" atribuído também ao músico Billy Joel, ao músico de jazz Herbie Hancock, à estrela da ópera Martina Arroyo (que é de ascendência portoriqueña) e à actriz Shirley MacLaine. 
Um "Concerto/Gala de atribuição deste "prémio de honra", máximo nos Estados Unidos, será realizado e gravado a 8 de dezembro para passar na cadeia de televisão CBS, a 29 de dezembro.  

Como imigrante mexicano, Santana é o único entre todos os "galardoados" na história da atribuição deste prémio cultural, atribuído pelo "Centro Kennedy para as Artes Cénicas" dos Estados Unidos da América. De referir ainda que dos 180 vencedores contabilizados até este ano, apenas dois são de origem hispânica.