Translate

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Rena(s)cimento de Pablo Milanés "brinda" público


«Renacimiento» é o titulo do mais novo trabalho discográfico de Pablo Milanés.  Um disco fruto do trabalho dos dois últimos anos do cantautor cubano, que apresenta variantes rítmicas não tão conhecidas internacionalmente, mas que Pablo considera "a essência da sua música" e a marca de uma identidade musical que só Cuba, possui.



O regresso aos palcos de Pablo Milanés acontece já a partir deste fim de semana com diversos espectáculos em Cuba, a que se vai seguir uma aguardada "gira" por vários países latino-americanos, onde o músico nunca deixou de marcar presença ao longo da sua carreira sublinhe-se cheia de êxitos cantados em todo o mundo.
Em “Renacimiento” além dos géneros e temas universais a que o cantautor já nos habituou, somos "brindados" com algumas expressões musicais marcadamente cubanas mas menos conhecidas, é verdade, que fazem parte da identidade da ilha e das suas várias expressões musicais, conseguindo Pablo Milanés uma harmoniosa mistura de antigo e contemporâneo, sintomático aliás, das influências do cantor.

"El changüí" de Guantánamo, "el guaguancó" expressão musical de Matanzas e também de Habana, "el son cubano"  na sua mais pura expressão popular,
"el danzón" originário igualmente de Matanzas, "la guajira son" que é escutado em toda a ilha de Cuba, "la conga", tocada e dançada nos grupos carnavalescos, num ritmo manifestamente saboroso além de um pouco de "jazz", são assim as vertentes exploradas por Pablo Milanés neste seu novo álbum.




















Depois dos aguardados espectáculos em Cuba, espera-se ano e meio de muitos palcos, em toda a américa latina e na europa, com Pablo Milanés neste seu «Renacimiento».



Nestas andanças musicais o trovador, não poderá certamente passar ao lado de inúmeros temas já considerados clássicos...E se por um lado "criar é o motor da sua vida", como revela Pablo "cantar" para um público cada vez mais conhecedor da obra do artista, é esse indissociável caminho que se vai fazendo...no respeito pela tradição e qualidade musical onde sons, ritmos, palavras são a imagem de Cuba que todos sentimos e amamos.